Não à eutanásia e ao suicídio assistido

Em vésperas da apresentação do Projecto de Lei do BE sobre a legalização da eutanásia e do suicídio assistido, o docente e investigador do Instituto de Bioética, Carlos Costa Gomes, em entrevista à Rádio Renascença, reforça a posição do IB sobre esta temática e, concretamente, sobre este Projeto de Lei: “Devemos pugnar por um Serviço Nacional de Saúde que, quando não possa curar ou tratar, tenha condições para cuidar. A legalização da eutanásia teria consequências negativas. Legislar só porque sim, ou por mera ideologia, deixa de se ter em conta a condição de cada pessoa, e começa a resvalar-se para situações eticamente questionáveis e reprováveis, tal como acontece nos três países onde está legalizada.”