Instituto de Bioética apresenta livro "Introdução à espiritualidade e personalismo no pensamento Bioético em Daniel Serrão”

Artur Santos Silva, presidente honorário do BPI e curador em Portugal da Fundação La Caixa, esteve na Universidade Católica Portuguesa, no Porto, para fazer a apresentação do livro “Introdução à espiritualidade e personalismo no pensamento Bioético em Daniel Serrão”, da autoria de Carlos Costa Gomes, professor e investigador do IB e Renato da Silveira Borges Neto, professor e investigador da PUC- Rio de Janeiro (Brasil) e pós-doutorado pelo IB que integra o projeto de investigação “O Contributo do Pensamento Bioético de Daniel Serrão no âmbito da Bioética em Portugal. Um projeto que conta com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, da Secção Regional Norte da Ordem do Médicos; da Fersil SA e da Fundação Eng. António de Almeida e da Bial.

Na sessão de apresentação do livro, Artur Santos Silva destacou a importância do autor estudado e sublinhou a relevância da obra afirmando que Daniel Serrão foi marcado por uma religiosidade e espiritualidade próprias. “Pode-se dizer sem temor que foi um indivíduo religioso com uma espiritualidade que o levava a ser sensível e humano, especialmente atento aos sofrimentos daqueles que estavam à sua volta e sempre disposto a ajudar o outro. Isso é um dado biográfico que salta aos olhos quando se lê esta obra”, referiu. No primeiro capítulo da primeira parte da obra, procura-se revelar o espaço – na Bioética, em geral, e no personalismo bioético de Daniel Serrão, em particular – que é próprio da Espiritualidade na sua relação com a Bioética. O segundo capítulo é dedicado a uma hermenêutica de conferências do Prof. Daniel Serrão que ele mesmo intitulou Espiritualidade. Na segunda parte da obra, aberta pelo terceiro capítulo, procura-se apresentar a relação entre Personalismo e Bioética em Daniel Serrão a partir do fundamento triádico no qual se assenta o pensamento do professor: metafísico, cultural e científico. O quarto e último capítulo vai na direção da construção de uma proposta ética que leva em consideração a complementaridade entre a ética personalista, das virtudes e principalista.

evento teve lugar no dia 8 de julho, no Auditório Carvalho Guerra, e contou também com a presença de Isabel Braga da Cruz, presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa, de António Araújo, presidente do Conselho da Secção Regional Norte da Ordem do Médicos, e de Walter Osswad, em representação de Célia Manaia, que atualmente preside o Instituto de Bioética. A edição do livro contou com o apoio da Secção Regional Norte da Ordem do Médicos.

Julho 2019