Carlos Costa Gomes eleito presidente da Direção Nacional do Centro de Estudos de Bioética

O professor e investigador do Instituto de Bioética, Carlos Costa Gomes, foi eleito presidente da Direção Nacional do Centro de Estudos de Bioética (CEB). A eleição decorreu durante o 3.º Colóquio sobre a Família – “De onde vem e para onde vai – Do seu destino, evolução e perenidade”, que decorreu em Coimbra.
Doutorado em bioética, docente e investigador do Instituto de Bioética da Universidade Católica Portuguesa e membro do CEB, o novo presidente encara esta eleição com “um sentimento de grande alegria e satisfação, temperado por enorme responsabilidade inerente à função”. Destaca a herança e o legado dos seus antecessores, o que considera ser “o maior património bioético do CEB”, e ainda, a evidência da linha de pensamento do Centro: “personalista e humanista fundamentada na ética cristã Católica”. Pretende, no seu mandato, contribuir para que o Centro de Estudos de Bioética seja a primeira e mais influente instituição de bioética em Portugal. 
_________
 
“Abraçamos esta missão com confiança no sentido e no espaço que lhe é próprio por direito e por um compromisso que lhe é devido.” - Carlos Costa Gomes
_________
 
O Centro de Estudos em Bioética foi fundado em dezembro de 1998, sendo a mais antiga instituição do país a dedicar-se ao estudo e à reflexão das questões bioéticas, suscitadas pelo avanço da biotecnologia aplicada à vida humana. 
A Direção Nacional do Centro de Estudos de Bioética passa a ser constituída, para os próximos quatro anos, pelo presidente Carlos Costa Gomes, acompanhado por Filipe Almeida (secretário-geral) e Cíntia Águas (jurista e secretária-executiva do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida), e também pela médica Sofia Reimão e pelo professor António Jácomo, também do Instituto de Bioética.
Junho 2019